15 outubro 2009

Orando para que chova

"Ouvistes que foi dito: Amarás ao teu próximo, e odiarás ao teu inimigo. Eu, porém, vos digo: Amai aos vossos inimigos, e orai pelos que vos perseguem; para que vos torneis filhos do vosso Pai que está nos céus" (Mateus 5:43-45).


Uma mulher idosa, piedosa mas muito mal-humorada, perdeu a parte dos anúncios da igreja no final de semana. Ela ficou muito aborrecida quando descobriu que ninguém a avisara que seria naquela semana o piquenique da igreja. Na manhã do evento alguém percebeu o esquecimento e comunicou ao pastor. Este ligou para a casa dela. "Eu sinto muito por termos esquecido de avisá-la do nosso piquenique", falou o pastor. Não tem nenhuma importância agora", disse a senhora. "Eu tenho orado para que CHOVA!"

Muitas vezes perdemos nossa grande bênção porque em vez de buscarmos as maravilhas de Deus para nossa vida, estamos preocupados em desforras e vinganças contra aquilo que outros nos fazem. Continuamos com o ensino do "olho por olho e dente por dente". Mas não é esse o ensino do Senhor e nem a Sua vontade para Seus filhos.

Deus é amor e deseja que nossas atitudes sejam firmadas no amor. Melhor do que odiar é amar; melhor do que a vingança é o perdão; melhor do que atacar aos que nos fazem mal é estender-lhes a mão dizendo: "Pode contar comigo para o que for possível". Essa é a forma do cristão agir. Só assim o brilho do Senhor será visto em nosso rosto e o nome do nosso Deus será engrandecido.

O coração de Deus se entristece quando um filho Seu deseja o mal ao seu próximo. E mais do que triste, o Senhor fica envergonhado quando um cristão ora pedindo que tudo dê errado para aqueles de quem não gostam. O desejo do Senhor é que intercedamos por eles, que lhes desejemos as bênçãos dos Céus, que se arrependam e deixem Deus fazer grandes coisas também em seus corações.

Uma alma vale mais do que o mundo inteiro. Devemos nos alegrar quando um pecador se arrepende, quando um perdido encontra o Caminho, quando alguém que nos fazia mal é transformado e se torna um abençoado filho de Deus.

Você ainda ora para que chova sobre a alegria do seu próximo?

Paulo Barbosa

Nenhum comentário:

Postar um comentário