06 outubro 2011

Ai dos que ao mal chamam bem, e ao bem mal



Ai dos que ao mal chamam bem, e ao bem mal; que fazem das trevas luz, e da luz trevas; e fazem do amargo doce, e do doce amargo!
Isaías 5: 20

Quando as pessoas não percebem a diferença entre o bem e o mal, logo se encontra frente a frente com a ruína.

É fácil dizer; "ninguém pode decidir pelo o outro o que realmente está certo ou errado", Podem pensar que a embriagueis não lhes fará mal, ou que o relacionamento sexual fora do casamento ou às relações homossexuais não seja pecado. “A sociedade considera um modo de vida alternativo legítimo, que deve ter aceitação pública, enquanto os que condenam tais condutas, por observarem normas Bíblicas de moralidade sexual e comportamental, são chamados de intolerantes e defensores de um preconceito opressor”.
Dessa maneira ao procurar desculpa para seus atos, eliminam as barreiras entre o certo e o errado. Se as pessoas não seguirem a Palavra de Deus – a Bíblia – como seu padrão de vida, em breve todas as suas escolhas morais vão tornar-se confusas. Sem a presença de Deus, estarão à beira de um colapso e de muito sofrimento.

Temos que reconhecer que somos pecadores Um leproso tem que admitir que é leproso para se dispor a tomar a vacina contra a lepra.

Vacina contra pecado: “... o sangue de Jesus Cristo” (I Jo. 1:7)

ATOS 3:19 Arrependei-vos, pois, e convertei-vos, para que sejam apagados os vossos pecados, de sorte que venham os tempos de refrigério, da presença do Senhor,

Arrepender é examinar sua vida, ações e pensamentos com o mesmo padrão que Deus utiliza (esse padrão está na Bíblia; é a Bíblia.), e sinceramente admitir e condenar toda a sua maldade diante de Deus.

Arrependimento não é um ato exterior, é um processo que ocorre dentro da consciência humana.

Converter é mudar de direção. Confessar os pecados e virar as costas à vida sem Deus. Viver em novidade de vida, seguindo as orientações Bíblicas.
 
Paulo Barbosa

Nenhum comentário:

Postar um comentário