17 novembro 2009

Desabafando...


É engraçado o jeito que uns levam a vida tão preocupados e outros parecem que não estão nem ai. Amados amigos leitores, se você gosta de ler, isto vai ser algo para você se deleitar e se não gosta vai ficar muuito curioso, aqui jaz algumas das confissões de uma depressiva, interessante ou não, se sua resposta foi negativa creio que mudará em poucas linhas, se você se decepcionar pode me enviar um e mail falando que eu sou "paia" tudo bem, eu vou aceitar, nem as Palavras do Mestre agradaram a todos, quem dera as minhas.
Nasci em berço cristão, louvado seja o Senhor, mais isso não quer dizer nada hoje em dia, porque digo isso, se você entrar numa Igreja das"antigas" você verá os avós, os pais, os filhos, e os netos, só que as coisas mudaram amigo leitor. Hoje quem nasce em berço cristão os pais falam: Seja o que Deus quiser, mas não levam o filho pra escola dominical, pra reunião de oração, pro culto de celebração, e como querem que o filho vá a Igreja? Misericórdia! Mas isso só foi um pequeno parênteses que escrevi ok?!

Desde o final de fevereiro venho me deprimindo sem perceber, mas no mês de abril eu já estava entregue, eu não queria tomar banho, sair de casa, nem pensar, em só ficava num quarto escuro e silencioso porque tamanha era a minha enxaqueca, para quem não me conece, tenho enxaqueca desde os sete anos de idade por problemas emocionais, existem centenas de tipos de enxaqueca, a minha, olha só que legal, é a mais grave, chama-se enxaqueca crônica em salvas, isto quer dizer...blá, blá, blá... eu comecei a ter dores fortissimas de cabeça, indo ao hospital todos os dias, passando mal todos os dias, quase nada parava no meu estomago, enfim, achei um especialista e estou me cuidando até hoje, estou beem melhor, graças ao Senhor, minha enxaqueca veio por causa do meu trabalho, trabalhei um ano e meio numa das maiores lojas varejistas de eletro e móveis, foi ela ... a tal que foi me causando as dores. Comecei a pegar atestados e atestados, foi quando de ao voltar do hospital e deitar na cama sem barulho, sem claridade, sem cheiro forte, a dor não passava, então pensei: Vou criar uma outra dor para que alivie essa, foi quando me vi no banheiro da minha casa com um gilete na mão para cortar meu pulso esquerdo, na hora Deus falou comigo: Pára! Eu to aqui. Me acalmei e voltei a me deitar, não tinha fome, sede, não tinha nada. Comecei a fazer terapias me ajudaram mas eu apenas chorava, não queria viver, a dra disse a minha mãe, que estava me acompanhando, não deixe essa mulher sozinha nenhum instante. Me mudei para casa de minha mãe, eu chorava dia e noite. Fui a psiquiatra, falando nisso, não é só louco que vai à psiquiatra não viu?! Comecei a tomar mais remédios, era realmente um coquetel, depois de um mês de ficar com minha mãe, volto para minha casa, passa-se uma semana e o casamento de meus pais de 23 anos vai por água abaixo, e mais uma vez, me bateu a loucura, fui estender roupa no varal e quase me joguei da sacada, mas os anjos do Senhor estavam ali, mesmo que eu não estivesse sentindo, mas estavam e me seguraram, e minha última tentativa foi me dopar de remédios. Todos estavam ao meu lado, marido, irmãs, mãe, pai, mas só eu sabia o que estava se passando na minha cabeça, no meu coração, eu pensava que tudo era minha culpa, a separação dos meus pais era minha culpa, os problemas dos meus amigos, minha culpa... Enfim, até que um belo dia de luz, fui à Igreja e meu pai, meu 2º pai, o pastor nos levou para jantar, choramos, oramos (ah, era um restaurante cristão) ele me presenteou com um livro porque ele sabe que amo ler "A Cabana" gente foi tremendo. Porque antes do jantar estavamos no estudo e no estudo foi falado sobre os Salmos 42 e um dia antes Deus me acordou com esse Salmo e o li em prantos para meu marido, e quando li a dedicatória, Salmos 42.

Gente eu sofri, chorei, gastei muito com remédios que me deixavam sem andar de tão dopada, mas o Senhor é tão maravilhoso que disse: Meu Espirito está em Ti, Seu irmão Jesus Cristo está ai do seu lado, e eu estou cozinhando o banquete que você comerá sentada no meu colo minha filha extra carente. Quando eu penso nisso amigos, eu choro, porque é tremendo, é de arrepiar... Deus tem propósitos maravilhosos na minha vida, tão grandiosos que o inimigo quer me derrubar de tudo quanto é jeito, mas eu passo pela prova dando Glória!

Talvez alguém que leia o que escrevi esteja passando por algo parecido, ou já passou, ou ainda passará, porque tudo é permissão de Deus, enfim, hoje eu preciso de amigos, de palavras verdadeiras, de amor num olhar, de carinho nas palavras, e você me pergunta: Por que essa frescura toda, porque toda doença tem um processo de cura, e esse é o meu. Amados amo e oro por vocês! Fiquem na paz do nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo, Ele está do nosso lado!


SALMOS 42:

1 ASSIM como o cervo brama pelas correntes das águas, assim suspira a minha alma por ti, ó Deus!

2 A minha alma tem sede de Deus, do Deus vivo; quando entrarei e me apresentarei ante a face de Deus?

3 As minhas lágrimas servem-me de mantimento de dia e de noite, enquanto me dizem constantemente: Onde está o teu Deus?

4 Quando me lembro disto, dentro de mim derramo a minha alma; pois eu havia ido com a multidão. Fui com eles à casa de Deus, com voz de alegria e louvor, com a multidão que festejava.

5 Por que estás abatida, ó minha alma, e por que te perturbas em mim? Espera em Deus, pois ainda o louvarei pela salvação da sua face.

6 Ó meu Deus, dentro de mim a minha alma está abatida; por isso lembro-me de ti desde a terra do Jordão, e desde os hermonitas, desde o pequeno monte.

7 Um abismo chama outro abismo, ao ruído das tuas catadupas; todas as tuas ondas e as tuas vagas têm passado sobre mim.

8 Contudo o SENHOR mandará a sua misericórdia de dia, e de noite a sua canção estará comigo, uma oração ao Deus da minha vida.

9 Direi a Deus, minha rocha: Por que te esqueceste de mim? Por que ando lamentando por causa da opressão do inimigo?

10 Com ferida mortal em meus ossos me afrontam os meus adversários, quando todo dia me dizem: Onde está o teu Deus?

11 Por que estás abatida, ó minha alma, e por que te perturbas dentro de mim? Espera em Deus, pois ainda o louvarei, o qual é a salvação da minha face, e o meu Deus.


3 comentários:

  1. Show de bola o POST Carol..
    levanta a cabeça e sai dessa!

    a propósito, minha irmã leu a cabana e disse realmente ser um livro interessante.

    Graça e Paz

    ResponderExcluir
  2. ah.. e mais uma coisa...
    quando for postar, coloca seu nome no Marcador..

    ResponderExcluir