01 setembro 2009

Peões de Cristo!

Retirado de: Gospel Músicas Forever - Porque a voz de Deus não se cala...

"Artistas evangélicos fizeram

sucesso na Festa de Peão em

Barretos"

Sem atrações musicais no palco principal, a noite desta segunda-feira (24) em Barretos contou com a apresentação de Rosa de Saron, André Valadão e Mattos Nascimento, três artistas de música cristã.
Ao lado de assessores, músicos e produção, André Valadão e Mattos Nascimento chegaram ao parque do peão como costumam chegar os grandes artistas sertanejos: imprensa esperando do lado de dentro e fãs com máquinas fotográficas do lado de fora.
Mattos Nascimento trabalhou como músico dos Paralamas do Sucesso nos anos 1980, se converteu na década seguinte e foi recentemente contratado pela gravadora Som Livre. Chegar a um público novo, sem qualquer ligação religiosa, não causa surpresa em Nascimento: “a música gospel traz uma reflexão, traz paz, ela não atiça a briga, a droga, ela só traz uma mensagem de esperança. Na verdade, é uma necessidade que as pessoas estão tendo de mudar. Então esse movimento é natural”.
Ídolo pop da música evangélica, André Valadão usa uma linguagem religiosa que o aproxima dos jovens, público que consome cada vez mais música gospel. O discurso de Valadão é diferente, e mostra bem a medida de como se dá sua aproximação com os jovens: “Eu não acredito em religião. Eu creio em Deus e em Jesus.
A gente esquece que Jesus tinha 30 anos de idade, era jovem e se estivesse vivendo na nossa época hoje, com certeza estaria sabendo as músicas que estão tocando no rádio. Jesus estaria com um iPhone na mão, provavelmente”.
O público que aguardava as apresentações era predominantemente formado por jovens. “Ele é quase que um Jota Quest gospel, por isso a molecada gosta tanto”, conta Amanda de Oliveira, que esperava a saída de Valadão do camarim para tentar uma foto.
Assim como Nascimento, Valadão também não se diz surpreso com os rumos da música gospel. “A realidade da música cristã, hoje, é romper as quatro paredes da igreja. Tocar em Barretos e em outras festas pelo Brasil é entender que a música não se limita à igreja, a mensagem é global. A minha mensagem hoje em Barretos vai além de uma droga, de uma bebida, além de uma diversão. É algo que pode acrescentar verdadeiramente na vida de um jovem”.
A música cristã foi a aposta da festa de Barretos para atrair público nesta segunda-feira, dia em que o público é menor. Os ingressos a R$ 5 reais e a temperatura agradável fizeram que com que parque ficasse bem movimentado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário