01 abril 2009

Poder De Escolha

"Qual é o homem que teme ao Senhor? Este lhe ensinará o
caminho que deve escolher" (Salmos 25:12).

Quando quisermos, poderemos abrir um livro que transformará
nossas mentes trazendo novos conhecimentos. Quando
quisermos, poderemos começar novas atividades. Quando
quisermos, poderemos começar o processo de mudança de nossas
vidas. Podemos fazer isso imediatamente ou na próxima
semana, ou no próximo mês, ou nos próximos anos. Podemos
também não fazer nada. Podemos fingir em vez de realizar. E
se a idéia de mudanças não nos agrada, podemos permanecer
como estamos. Podemos escolher descansar em vez de
trabalhar, diversão em vez de educação, ilusão em vez de
verdade, dúvida em vez de fé. As escolhas são nossas. Como
Shakespeare observou, "A falha não está nas estrelas, mas em
nós mesmos." Nós criamos as circunstâncias por nossas
próprias escolhas. Nós devemos fazer as escolhas que trarão
paz, felicidade e alegria para nossas vidas diárias. Se você
não gosta das coisas como elas são, troque-as! Você não é
uma árvore. Você tem a habilidade de mudar todas as áreas de
sua vida e isso começa com o seu poder de escolha.
Se a nossa vontade é ter uma vida abençoada e plena de
regozijo, devemos escolher ter o Senhor Jesus no coração. Se
essa for a nossa escolha, o mundo será mais agradável, os
dias serão mais iluminados, os caminhos serão mais
perfumados, as flores serão mais coloridas, os sonhos serão
mais acessíveis.
Se a nossa escolha não incluir Deus, não conseguiremos
vislumbrar o encanto do céu estrelado, não conseguiremos
perceber a sinfonia afinada do canto dos pássaros, não
teremos a sensibilidade de apreciar a dança das ondas do
mar, não saberemos olhar para o céu de onde são derramadas
as bênçãos que Deus tem reservado para Seus filhos amados.
Tudo depende de nossas escolhas. Podemos escolher amar em
vez de odiar, cantar em vez de murmurar, sorrir em vez de
chorar, viver em vez de passar por este mundo sem desfrutar
a alegria da vida abundante do Senhor.
Você tem o poder de escolher. O que prefere?

 

Paulo Roberto Barbosa. Um cego na Internet!

Nenhum comentário:

Postar um comentário