23 janeiro 2009

Arrependimento

Como é difícil, às vezes, depois de reconhecermos nossos erros, nos humilharmos perante Deus e pedir perdão, por que será que às vezes parece que simplesmente a voz não sai? Parece que o pensamento enrosca, e o momento “Você e Deus” acaba não saindo da maneira que você esperava.

Não sei se o que irei dizer servirá de consolo, mas você não está sozinho, muitas pessoas, inclusive eu, sentem dificuldade em certos momentos de pedir perdão.

Você já investiu minutos pensando no por que isto ocorre?

No meu ver, podem ser N coisas, onde N é a variante que determina o clima do dia, o tempo que o erro ocorreu, o tempo que o erro durou, o número de vezes que o erro ocorreu tudo isso multiplicado pela vergonha de ter chateado novamente nosso Deus.

Lembre-se que Deus não te acusa Deus não aponta o dedo na sua cara, e lembre-se principalmente que Ele está de braços abertos e de ouvidos inclinados esperando sua voz e seu querer em dizer “perdão”.

O Tão esperado “Perdão” pode vir acompanhado de lágrimas, de sorrisos, acompanhado de agradecimentos, de pedidos ou simplesmente de um silêncio… não importa a maneira que você prefere pedir perdão, nem se é falada, pensada ou cantada; as únicas coisas que importam são que você peça perdão, e que você ponha pra fora essa tristeza que insiste em ficar, insiste em te deixar afastado(a) de Deus.

Caso esteja necessitando do perdão de Deus, não perca tempo, faça-o agora, da sua maneira, você e Deus, e tenho a certeza que Ele te ouvirá.

Perdão Senhor, pelos erros que ando cometendo, não permita que eles me afastem de Ti, não permita que eu ame mais os erros do que a Ti, use-me da maneira que Tu queres, e que eu seja visto como Seu filho e Seu protegido. Que por onde eu passe seja benção, e que o Senhor me perdoe e tire de mim esse incômodo de ter errado contra Ti. Amém

Um comentário: