07 novembro 2008

Eu Confio Plenamente Em Deus

"Eis que Deus é a minha salvação; eu confiarei e não temerei porque o Senhor, sim o Senhor é a minha força e o meu cântico; e se tornou a minha salvação" (Isaías 12:2).


Poema em Deus utilizando coisas duras da vida para fazer-nos crescer diante dEle. Eu pedi a Deus para levar meu orgulho, e Deus disse: "Não". Ele disse que não era para Ele levar mas para eu abandonar. Eu pedi a Deus para me conceder a paciência, e Deus disse: "Não". Ele disse que paciência deriva-se da tribulação. Não é concedida; é ganha. Eu pedi a Deus para dar a mim felicidade; Deus disse: "Não". Ele disse que dá as bênçãos; a felicidade depende de mim. Eu pedi a Deus para me livrar da dor, e Deus disse: "Não". Ele disse
que eu devo crescer sozinho, mas ele me podará a fim de mim fazer frutífero. Eu perguntei a Deus se ele me ama, e Deus disse: "Sim". Ele deu seu único Filho para morrer por mim e estarei com Ele no Céu algum dia, porque eu creio. Eu pedi a Deus para ajudar-me a amar ao próximo como Ele me ama, e Deus disse: "Ahhhh, finalmente! Agora você compreendeu".

Como é bom saber que somos amados de Deus e que, amando ao nosso próximo, alegramos o Seu coração. Saber que somos escolhidos do Senhor, qualificados como benditos do Pai e herdeiros do Céu de glória, é um regozijo que a nada pode ser comparado.

E por que continuamos a ser impacientes? Por que teimamos em ser orgulhosos? Por que nos queixamos e murmuramos o tempo todo pelas lutas da vida? Deus está cuidando de nós e isso basta! Se o dinheiro é curto, confiemos que a promessa de suprir as nossas necessidades não falhará. Se uma enfermidade nos incomoda, lembremos de que Ele é o Deus que cura e, se tivermos que partir para a eternidade, estaremos para sempre ao Seu lado. Que felicidade!

Se desejamos ser humildes, pacientes e fortes na tribulação, precisamos apenas confiar plenamente em nosso Salvador. Suas bênçãos copiosas e uma vida de felicidade completa será apenas consequência.

By Paulo Barbosa

Nenhum comentário:

Postar um comentário