18 abril 2008

Reflexão - Deixando-se Achar

"Porque o Filho do homem veio buscar e salvar o que se havia perdido" (Lucas 19:10).
Falando certa vez sobre o amor, um pregador ilustrou seu sermão com o exemplo de sua mãe. Contou ele que um dia, quando era ainda menino, achou-a sentada em uma mesa ao lado de um mendigo já bem idoso. Aparentemente ela havia saído para fazer compras em um supermercado e, ao retornar, encontrou o homem na rua e o convidou para uma comida quentinha. Durante a conversa o mendigo disse: Eu gostaria que houvesse mais pessoas no mundo como a senhora." Sua mãe respondeu: "Existem sim, muitas pessoas de bom coração por toda a parte. Você precisa procurar por elas." O velho homem apenas sacudiu a cabeça, declarando: "Mas, eu não precisei lhe procurar. A senhora procurou por mim." Quando aquela mãe mostrou sua generosidade cristã para aquele velho mendigo ela fez mais do que simplesmente oferecer-lhe bem-estar. Foi uma atitude de compaixão que se transformou em amor por uma pessoa rejeitada.

E foi essa a história de vida, morte e ressurreição de nosso Salvador Jesus Cristo. Ele veio buscar por nós, os doentes, os aleijados, os mutilados, os abatidos, os mendigos miseráveis, o pobre e esquecido, o prisioneiro e o rico solitário.

Se a nossa vida está rodeada de problemas e a aflição tem consumido os nossos dias, precisamos crer que Jesus está diante de nós para nos oferecer livramento e para transformar a angústia em gozo e alegria. Se as enfermidades têm insistido em entrar por nossas portas, deixemos que o Médico dos médicos tome conta de nossa casa, expulse asvisitas indesejadas, e a adorne de saúde e paz. Se os nossos dias difíceis parecem mostrar um futuro incerto e nebuloso, abramos o coração para o Senhor dos senhores a fim de que os transforme em dias claros de vitória.

Seja qual for a nossa situação e mesmo que tudo pareça perdido, lembremos que o tempo todo o Senhor tem nos procurado para oferecer o Seu amor e as Suas bênçãos.
Ele já achou você?

Paulo Barbosa
Um cego na Internet

Nenhum comentário:

Postar um comentário